...a presilha não é o fim do laço...nem o dezembro o fim de um tempo, mas sim o empeçar de uma nova armada, de uma nova chance de erguer o laço e mandar a corda futuro a frente.
Marcio Nunes Corrêa - Dezembro 2015

Silêncio é não ouvir tua voz em meio a tua prosa.
Marcio Nunes Corrêa - Novembro 2015

Quem tem silêncios de fogo grande, sabe queimar recuerdos e construir futuro num fio de labareda
Marcio Nunes Corrêa - Outubro 2015

Esquece todos os poemas que fizeste. Que cada poema seja o número um.
Mário Quintana - Fevereiro 2015

Bobo é igual formiga, não acaba nunca
Autor desconhecido - Janeiro 2015

Com loco não se lida, se mangueia
Pedro Nunes Corrêa - Dezembro 2014

...que sou o campo a cavalo...por vocação, Laçador
Marcio Nunes Corrêa - Novembro 2014

Canta a tua aldeia e serás universal
Liev Tolstói - Outubro 2014

Será diferente o aprendizado de um homem, daquele de um cavalo conhecendo freio?
Marcio Nunes Corrêa - Junho 2014

Prefiro lidá com 200 zebua no alto de uma coxilha... eu, cavalo e um cachorro, do que com 2 home
Pedro Nunes Corrêa - Maio 2014




Próximas...


Marcio Nunes Corrêa - Vida no Campo: Querência | Raízes | Vivências | Regalos | Retratos | As novas | Opinando... | Versos | Campo lindeiro | Marcas | Chasque
Marcio Nunes Corrêa - Vida na Cidade: Home | Quem sou | Atividade Profissional | Fotos | Notícias | Crônicas | Poesias | Palavra dos amigos | Contato

Todos os direitos reservados | Marcio Nunes Corrêa