FICHA TÉCNICA:
Versos: Marcio Nunes Corrêa
Interpretação: Marcio Nunes Corrêa

Esqueçam de mim

Esqueçam de mim...
Pois hoje eu decidi:
- Já chega de desencanto!
Não quero choro ou pranto
que afinal eu não morri.
Vou dar as mãos a um sentimento
que carrego faz um tempo,
talvez junte alguns dos cacos
que guardo no apartamento,
e depois...e depois
eu vou me embora pro campo!
Esqueçam de mim...
Se ficar alguns trocados
pra o deleite de algum banco...
Por favor não façam fila,
cheguem no más pro gerente
e saquem todos os pilas.
Digam que são da minha gente,
sabem da origem da plata:
- Ele ganhou trabalhando
a suor e dignidade!
E a nós pela amizade
foi dada a incumbência,
de achar nesta querência
tauras da mesma valia,
pra dar toda esta quantia
em pão, estudo e...quem sabe
quem sabe canha,
por que “ela” também alimenta
só que de fomes diferentes!
Esqueçam de mim...
Da minha morada povoeira.
podem tomar conta também...
(e de tudo que acharem):
dos desenhos do Noé
dando vida pras paredes,
- quem sabem matem a sede
nos meus litros de butiá!
daquele banco pequeno
forradito de pelego....
da argola do meu primeiro laço,
da adaga de aço antigo
guardada numa gaveta,
onde se procurarem
encontrarão alguns versos
que fiz pensando na vida,
naquelas noites compridas
em que eu sonhava disperso.
Mas peço o maior respeito,
com aquele que contra o peito
tanta alegria me deu!
Deixem o meu violão
sossegado em sua poeira,
tirem as cordas e então,
percebam contra os trastes
uma ferrugem insistente,
do sal que chorei cantando
quando me fui sorridente!
Esqueçam de mim...
Que eu já não podia mais
com a falsidade de muitos...
Eu fazia que não via
e não dava conta de nada,
- Mentira das mal contadas!
Por dentro eu me corroia
de ver tapinhas e risos,
e depois de dobrar a rua
saber que línguas em pua
julgavam até o meu silêncio!
Esqueçam de mim...
Dos meus defeitos, enganos...
afinal sou ser humano
- igual a ti meu irmão -
no acerto e na imperfeição.
Mas uma coisa é fato
em tudo que fiz e faço,
mesmo depois de um puaço,
(por feio que seja o tombo)
incho o lombo, abano o toso,
e me apresento de novo...
Esqueçam de mim...
meus inimigos ferrenhos.
Que vendo aquilo que tenho,
talvez se invoquem bem mais!...
Como já disse lá trás,
- “Inimigos deixo a Deus”
cultivo os amigos meus...”,
pois esses merecem meu tempo,
meu pensamento, minhas palavras...
Os contrários... – Bueno...
...deixo a Deus!
Esqueçam de mim...
Amores que eu tanto amei...
Sim, amei a todos
de um jeito ou de outro, mas amei!...
Das marcas que eu cantei
guardem apenas saudades!
Mas que sejam saudades boas
- Dessas que pedem retorno,
dessas que tiram o sono
lembrando de beijos e afetos...
Portanto, tentando me esquecer
nunca me esquecerão.
Por que eu confesso,
jamais me esquecerei,
- que os amores são eternos,
apenas ficam latentes,
talvez esperando que a gente
volte num sonho...talvez!
Esqueçam de mim...
meus amigos verdadeiros...
- Vocês sabem que estarei bem de bem!
No paraíso, que é pra mim e pra vocês também: O campo!
Gado, cavalos, cachorros, o ar,
mangueira, matos, sangas...tudo...
Uma mulher linda e companheira,
que será pra vida inteira...
Enfim, um mundo pra o meu cultivo,
um motivo a cada instante.
Assim, fiquem em paz
porque eu serei parte dela!
Esqueçam de mim...
e se de mim perguntarem
digam que tão somente
eu fui me embora pro campo!..


Não quer ficar
no campo?
Voe para a cidade.

COMO COMPRAR

Os pedidos de CDs devem ser enviados ao e-mail marcio.nunescorrea@gmail.com e, no momento do pedido, por favor indicar:
- Endereço completo do local a serem enviados;
- Número da carteira de identidade (RG) e CPF do comprador.

O(s) CD(s) será (ão) enviado (s) via sedex (ao endereço indicado), o mais rápido possível, e a retirada será mediante pagamento do sedex e do valor do CD (R$ 15,00).

Link para os correios:
http://www.correios.com.br
(para verificar o valor do SEDEX de acordo com sua cidade e estado).



Marcio Nunes Corrêa - Vida no Campo: Querência | Raízes | Vivências | Regalos | Retratos | As novas | Opinando... | Versos | Campo lindeiro | Marcas | Chasque
Marcio Nunes Corrêa - Vida na Cidade: Home | Quem sou | Atividade Profissional | Fotos | Notícias | Crônicas | Poesias | Palavra dos amigos | Contato

Todos os direitos reservados | Marcio Nunes Corrêa